Khamsa - Ecoando as Divindades Orientais - performance

"Khamsa-Ecoando as Divindades Orientais" desenvolvido em residência artística no AAP'15.Antiga Cadeia de Ourique


"Pegando na simbologia referente à deusa Tanit, que seria associada a uma mão aberta com cinco dedos ­ Khamsa ­ foi criado todo um cenário e performance onde o uso da mão é essencial:

« A mão, enquanto representação simbólica da actividade humana», a mão que cria, a mão que gera rituais.
Pó, incensos, fumos, água, som, voz, luz, cerâmica, chapa.
Com estes elementos, surge assim um ritual performativo sensorial, ecoando aos tempos remotos de um Povo e do Mito criado em torno de uma Deusa Oriental­ Tanit ­, que permanceram num hipotético Templo em Garvão, no topo do Cerro do Castelo, algures na II Idade do Ferro."

(Neste local foi encontrado um Depósito Votivo, com diversos objectos cerâmicos e metalúrgicos, tais como: Queimadores, Pratos, Copos, Lucernas, Urnas, Placas oculadas, Címbalo, entre outros. Alguns destes objectos foram recriados para a concretização deste projecto)

Ficha Técnica:

Titulo: "Khamsa ­ Ecoando as Divindandes Orientais"
Data: 2015
Medium: Performance e instalação c/ chapas de latão (placas oculadas) e som.
Duração: aprox. 30 min
Materiais: cerâmicas; vídeo projecção; pó; água; incensos; velas; luz; chapa
Local: Antiga Cadeia de Ourique

https://vimeo.com/158554672

Agradecimentos: Atalaia Artes, CACMB, Catarina Barata, Luz da Câmara, Elsa Loupiac, Carlos Lima, João Lan Costa (Lumo Turo), David Alejandro.


https://www.facebook.com/Atalaia-Artes-Performativas-1655971767957337/

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1594501480838470.1073741855.1478127539142532&type=3


(en)
Khamsa from Rebecca Moradaliadeh, departs from the myths of the Goddess Tanit / Astarte and the Fatima Hand or Khamsa, to create a bridge of ideas and contact with the Garvão/ Ourique community, home of an important II Iron Age Votive Deposit.