Correio em Atraso, 2014




http://condominiofestival.wordpress.com/

“Correio em atraso“, é uma crítica social, em relação a espaços ou edifícios abandonados, esquecidos, degradados e quase em ruínas (ou não), pelo tempo e pelas pessoas que os rodeiam.
Representa-se visualmente através de uma instalação elaborada com “cartas” ou “envelopes” feitos em gesso, que foram petrificados e vítimas do tempo. Uma memória de algo que existiu, mas que foi esquecido com o passar dos anos.
A instalação é um acumulamento ou empilhamento de cartas de gesso, com forma de“monte”. Neste monte, é projectado um vídeo com fotos tiradas a espaços abandonados, encontrados em Lisboa.
Estas cartas, podem ser retiradas da instalação, pelo espectador, que poderá levar com ele mesmo, e entregá-las a espaços que ele próprio conheça – abandonados.”